Tuesday, September 22, 2009

To someone...

[para alguém que provavelmente não lerá… ou que lendo, provavelmente não entenderá...]


Disseste que eu estava diferente e que já não sou o mesmo que conhecias e que isso te deixava sem saber o que fazer…
Pois bem, posso ter mudado… provavelmente mudei… e tu sabes bem porquê… porque TU me lapidaste e me tornaste em algo melhor… porque TU te tão colocaste confortavelmente na minha Vida que EU absorvi algo de TI. TU criaste em mim um espaço onde habitas e é esse espaço que me faz diferente… e melhor creio… EU tornei-me a pessoa que TU querias mesmo quando te disse que nunca o conseguirias…

Assusto-te… julgo que te assusto porque pensas que sou outro, ou talvez penses que estou a fingir… mas não! Se olhares atentamente, se tiveres a coragem de baixar as defesas que colocas à minha frente e me veres com olhos de quem quer ver, se me olhares para dentro, verás que continuo o mesmo:
Continuo o mesmo gajo firme e convicto, que defende aquilo que acredita independentemente das consequências;
Continuo o mesmo «durão» que mesmo que quando não puder caminhar, arrasta-se… mas segue aquilo que sente ser o caminho correcto;
Continuo a ser aquele gajo ponderado, que demora a decidir, mas que quando sabe o quer quer está disposto a debater-se por isso.
E sabes… em tudo o resto continuo a ser aquela pessoa que outrora sentiste ser “o Tal”, talvez apenas melhorada… por Ti!

Achas mesmo que pareço outro?!... Apenas te digo… sou somente o mesmo que sempre fui, o mesmo ingénuo, o mesmo lutador, o mesmo «durão», aquele espírito de soldado como gosto de me envaidecer… mas agora… agora encontrei algo mais forte do que alguma vez encontrei… acredito em algo que me mostras-te e que não acreditei ser real… move-me uma convicção sólida em algo que não controlo… o Amor!!!

E é por isso que pareço diferente… porque para se lutar por isto tem que se ser diferente… mas luto com a mesma dureza com que lutei por outros ideias… acredito com a mesma força que acredito nos princípios que bem sabes que tenho e que defendo.

E luto… luto contra um exército superior a mim sabendo «que é suicídio», sozinho, sem aliados que se possam debater ao meu lado. Travo uma batalha contra tudo, contra todos… uma batalha que já pode estar perdida desde ainda antes eu me atirar a ela (e na qual não tenho nenhuma vantagem que faça voltar o desfecho a meu favor). Mas amar é mesmo assim… não desistir só porque parece difícil ou impossível! Tu próprio me mostraste isso… (e desistes quando obténs o que querias)…

Mas desculpa eu te dizer o que não queres ouvir… mas vou lutar por TI… vou lutar com toda a força que tenho, da forma que conseguir e pagarei o preço que tiver que pagar… mas se eu desistisse assim facilmente de algo que quero tanto, de algo que acredito, aí sim eu seria outra pessoa que não eu; e se eu desistir desta luta só porque me parece impossível, então não mereço o coração que me pulsa no peito, não sou merecedor do ar que respiro, nem da Vida que usufruo… “o impossível só existe para quem não tentar”… nós podíamos…

Cabe-te a ti fazer pender a balança…

Pára um pouco… pensa com clareza… analisa verdadeiramente…

E então? Será que estou diferente????!!!!... Quem mudou realmente?...

5 Comments:

Anonymous Sarah Free =D said...

Amorzão, ao ler esta tua maravilhosa declaração, não fui capaz de evitar as lágrimas. Transmitiste todos os mesmos sentimentos que eu (ainda) sinto, relembrando-me de uma certa pessoa que ainda me faz uma certa desorientação emocional.
Adorei o texto e ainda bem que te expressaste tão bem, para saber que não sou a unica (ainda) a sentir o mesmo.

Beijo =)
Sarah*

September 23, 2009 11:11 AM  
Blogger Marta said...

Às vezes as nossas máscaras enganam bem.. mas basta falar, conviver para se começar a perceber quem de facto temos à nossa frente.
Sentir, não é ficar radicalmente mudado, é apenas ser-se humano, ser-se maior, ser-se alguém com essa capacidade que não é pra todos.
Não é fácil lidar com sentimentos.. e muitas vezes erramos a tentar lidar com eles... Mas eu concordo contigo e por aquilo que sentia e ainda sinto.. também dei muita marrada.
Estou de mãos vazias é certo... ou se calhar as minhas mãos parecem-me vazias... mas a minha mente essa está livre de qualquer cobardia, sentimento de culpa ou peso na consciencia... Sou como tu, luto pelos meus ideiais e só saio do caombate quando de facto me atingem de forma forte e feia.
Puseram-me de lado e pronto.. aguardo... porque sei que eu LUTEI.
É isto o essencial.. é lutar.. assim que se percebe o que nos move, o que nos faz bem.. há que haver uma luta constante!
Aprende com o que se passou.. e nesta fase, não desistas!
A tua luta pode ser contra um exercito.. mas se calhar esse exercito não tem a mesma motivação que tu, a mesma forma, o mesmo enfoque no objectivo. Por isso, por mais feridas que tenhas.. elas não te param!
Ainda nada te atingiu aquela parte que nos deixa fora de combate.
Olha pra ti.. eu gosto tanto de ti por isso.. olha pra ti e vê o que és!
Eu repito-te as vezes que forem precisas, as vzs que me apetecerem.. tu és um verdadeiro homem e orgulho-me tanto de seres um dos meus melhores amigos!
És um dos meus pilares.. e por isso jamais te negarei a minha força e energia, msm nas lutas que possas pensar que são só tuas!
Nada está perdido... se calhar o terreno n é fácil... a montanha é gd e ingre-me... mas olha pra ti, cheio de convicção, de certeza!
Não percas isso, porque ainda é muito cedo!
N se sabe o desfeixo é certo... mas é como dizes.. pra já só há um caminho... Luta.
Apartir daqui... não deixes de ser assim, pq aprendeste algo muito bom que às vzs há pessoas que n aprendem.
Não sei o que poderei dizer mais.. e espero que o texto tenha algum conteúdo...
Gosto muito de ti e entendo-te bem.. e por isso, não desistas para já. Eu estou aqui para te reforçar. (:

Bjnho grande

September 23, 2009 12:49 PM  
Blogger Dark Night Walker said...

Amigo, todos nós mudamos, inevitavelmente. Uns mais que outros, umas vezes para melhor, outras para pior. No entanto, há certos aspectos que nunca mudam...

Eu também tentei mudar uma pessoa, durante quase ano e meio, acabando apenas por me magoar ainda mais. Também lutei por uma coisa impossível e acabei por perder e perceber que, de facto, era impossível.

Não quero com isto desanimar-te, quero apenas dizer-te para seres forte, para dares de ti apenas aquilo que consegues e podes, não abdiques da tua vida, ideias ou convicções. Se valer a pena e se queres, luta! Mas que seja para ganhar e não para seres mais um ferido na batalha.

Muita força amigo!
Abraço

September 24, 2009 1:24 PM  
Anonymous Gaybriel said...

Fantástico o teu texto...
Luta com todas as tuas forças...vale sempre a pena não baixar os braços!
Abraço do amigo, colega, conhecido...desaparecido.
Gaybriel de volta ao antigo blog!
O Silencio a dois podes eliminar dos teus links, eu eliminei o blog, mas não o namorado, esse continua do meu lado!
Bom domingo.

September 26, 2009 10:00 PM  
Blogger Zito Demascreti said...

...

October 01, 2009 11:18 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home